Eu Gosto de Você Como Amigo

Eu mesmo, antes delas, não sabia. Sempre que me declarava, podia ver aquele sorrisinho familiar de pena cheio de mistério e  justificativas tácitas. Elas pareciam tão seguras a respeito de mim, como se dissessem “um dia, você vai entender”.

E estavam. Eu entendi.

por Marvin Rodrigues

E-mail

Eu poderia escrever um e-mail, porque sei que você gosta, e te surpreender numa manhã de um dia útil qualquer; mas preferi esse domingo. Já tem tempo que estou rascunhando isso.

Sabia que eu ainda me pego duvidando de tudo? Não com aquela insegurança do início, mas é tão inacreditável que uma pessoa possa chegar na nossa vida, conhecendo nada, e nos fazer enxergar tantas coisas e cicatrizar tantas feridas. Praticamente, a cada dia, você pavimenta em mim uma estrada que, anteriormente, era de terra.

Você me dá a mão quando eu preciso olhar pra baixo da cama e encarar velhos medos. Quando eu enxergo um abismo, você faz alguma bruxaria e, de repente, era uma ponte o tempo todo. Você é um terremoto lento e gradual, que, aos poucos, vai derrubando os meus preconceitos mais bobos.

Existe alguma palavra mais literal que “obrigado” pra agradecer?

As pessoas costumam achar que ninguém pode conhecê-las melhor do que elas mesmas – e é verdade -, mas quem enxerga com nitidez no escuro?

Antes de você tudo era tão… embaçado.

por Marvin Rodrigues

As Estrelas do Céu São Corações Partidos

Universo, me responde uma coisa: como você permite que alguém ame e não seja correspondido? Não te faz perder o sono saber que você mesmo carimbou um passaporte para uma viagem tão solitária?

Eu fico tentando entender o exato momento em que a realidade se distorce e tudo se perde no espaço. O ponto em que o tabuleiro dá a rasteira e, de repente, o jogo é de um só. Corações partidos em fragmentos infinitos que pairam pelo céu, girando em torno de si. Silêncio.

Você tem que entender que esse tipo de caminho não se segue sozinho. O assento do avião precisa de um acompanhante, a mão que fotografa precisa de outra que a segure e a leve para um museu ou aquele ponto turístico, por exemplo. O amor é uma energia que precisa de um espelho que a reflita, para que seja doce, e não morte lenta.

Universo, responde! Quantos buracos negros você já desfibrilou? Algum deles voltou a bater ou a linha ficou reta?

Amar sozinho é como insistir em ler um livro todo em branco. Qual o sentido?

por Marvin Rodrigues

Jornada

Tire-me para dançar
Leve-me para te amar
Abra seu coração
E a sua liberdade
Será nós

por Marvin Rodrigues

Fuga

Toda vez que nos despedimos,
estou dizendo oi para a depressão.
Dizendo oi para não amar.
Vivendo para outras perguntas.

Toda vez que eu digo te amo,
estou dizendo adeus ao orgulho.
Dizendo oi para você.
Dizendo oi, o que você está esperando?

Eu quero fugir da depressão.
Eu quero fugir do meu orgulho.
Eu quero fugir para poder te amar.
Eu quero fugir.

Prometo não desapontar.

por Marvin Rodrigues

Detox

Uma coisa na qual eu não consigo acreditar é a minha compulsão por caloria vazia. Já perdi a conta das vezes que jurei a mim mesmo que não colocaria mais um pedaço de você na boca. Sim, a tentação sempre me vence.

Agora, finalmente, estou seguro de que compreender você nunca será orgânico e já aceitei que não preciso disso pra viver, porque sei que, no fundo, entendo bem mais do que posso suportar. E pra isso não tem dieta.

No início, eu fazia questão de não enxergar e me prestar a essa auto sabotagem, embarcando com meu coração numa viagem cheia de conservantes. Mas vejo que não há suor que expila a retenção de líquidos que as doses que tomei de você me causaram.

Está decidido: não vou esperar a segunda-feira pra entrar nessa dieta de você.

O tempo é o melhor detox pro coração.

por Marvin Rodrigues

Preto

Eu tenho essa escuridão que é só minha e poucos conhecem – onde, às vezes, eu mesmo tropeço. E quanto mais oscilo, mais fundo posso chegar.

Eu poderia confessar que talvez enxergue a vida em preto e branco, mas não poderia concordar que é de todo ruim. Tem algo na melancolia que me atrai e me traduz. Me seduz. É como deitar numa cama e encarar o teto por horas: para uns pode ser uma punição terrivelmente tediosa, para mim pode passar tão rápido quanto um cometa.

Essa fonte inesgotável jorra e eu não faço questão de represar. Deixo fluir. Desafio até onde é capaz de chegar, degustando meus apagões para, desse jeito, estou certo, menos tropeços colecionar.

por Marvin Rodrigues

Eu Não

Não com pouco
Eu me contento.

Pouco amor,
pouco tempo,
pouco perto,
pouco vento.

por Marvin Rodrigues

Gente Grande

Eu sei que já sou um homem, mas, aqui dentro, ainda me vejo aquele menino. Ele está lá no fundo, no escuro, encolhido e acuado, e, talvez, prefira acreditar na inocência, em vez de lidar com essas coisas de gente grande: sentimentos estranhos, intenções implícitas, responsabilidade. A vida pode até ser bela, mas o mundo é intimidador e o tempo é cruel.

Observo meu corpo e assusto-me com o tamanho do meu sapato – a minha meia era tão pequenininha! E se formos falar dos ainda poucos, mas corajosos, cabelos brancos que já surgem, talvez você me convença de que realmente não sou eu.

Cadê aquele garotinho fã incondicional de Power Rangers? E aquela sunga que nem passaria pelo meu calcanhar hoje em dia? Para onde foi aquele menino que não tinha um pêlo no corpo? Quando ele volta?

Espero?

por Marvin Rodrigues

Prefiro

Que você acabe comigo, mas que eu não te faça chorar.
Que você esgote minhas lágrimas, mas que eu não te magoe.
Que você fira meu amor, mas que eu não te deixe cicatrizes.
Que você marque minha aura, mas que eu só te seja boas lembranças.

Que você me faça sofrer, pra que eu possa te perdoar,
Porque se eu te fizer sofrer, que você acabe comigo…

por Marvin Rodrigues