Subjetivo

Passei por onde nossos caminhos costumavam se cruzar e senti teu rastro fresco. Me vi, tanto tempo atrás, passando por mim mesmo, hipnotizado pelo seu mistério.

Nos meus ouvidos, a música em que te gravei fez tudo mais triste e abstrato. Algo correu pelas mãos, mas eu não sei se foi você ou o tempo.

por Marvin Rodrigues

Anúncios

Pressa

‪Eu acordei com pressa, hoje. ‬‪
De ser tudo que preciso viver.‬
De chegar onde nasci pra ser.‬
Sem atraso ou desvio. ‬

‪Pressa de ser eu.‬
De enfim nascer.‬

por Marvin Rodrigues

Cachola

Coisa difícil é me surpreender.
A cada passo que o ponteiro dá, uma nova possibilidade pipoca no ar.

Eu já fui ao médico, e até pedi às estrelas, mas nada resolve essa loucura de pensar.
Queria mesmo me espreguiçar e voar, mas a única coisa que eu consigo é matutar.

por Marvin Rodrigues

Eixo

Estar diante de uma folha em branco me dá a sensação de olhar nos seus olhos. Vazio intrigante que possui uma infinidade de possibilidades, tanto ela como você.

Cada um conta a sua própria história, eu sei, mas aqui eu quero escrever a nossa. Nessas folhas, as suposições perdem as asas, a esperança leva baldes de água fria e a euforia toma soníferos – a lei da gravidade parece ser diferente do que eu achava conhecer. O mundo sacode e é como se meu coração se preparasse para pegar no tranco e atirar-se ao suicídio. A mente afasta os meus pensamentos seus mas os pulmões inspiram todos eles de volta e, nesse caos, não sei mais quem eu sou, ou o que quero, ou… quem é você mesmo?

por Marvin Rodrigues

Ressaca

Na minha cabeça, a receita de nós dois seria madrugada, uma música que tivéssemos escolhido pra ser nossa e… ok, um pilequinho seria bem-vindo também, confesso.

Abraço ritmado.
Calafrios no ouvido.
Mãos curiosas.
Risos frouxos no escuro.
Sensação de estar vivo.

Por favor, não acaba.
Volta aqui.
A agente vai se arrepender.
A dança tá tão boa.

O suor nas minhas costas é um oceano que nos leva pra longe.
E a gente se afoga.

por Marvin Rodrigues

Login

Te dei a senha do meu coração e você perdeu.
Não conseguiu lembrar o código que recebeu.
Chutou várias combinações mas também não deu.
Mandei o e-mail de recuperação e você não leu.

Tentou entrar com o Facebook, só que não rolou.
Deu um soco no teclado que quase o quebrou.
Lembrou do celular e todo se animou.
Mas naquele dispositivo o login também expirou.

Agora, você quer hackear meu coração,
Mas aqui a senha é forte.
Recuperar meu segredo depois desse papelão,
Nem com muita sorte.

por Marvin Rodrigues

A Pergunta Que Não Quer Calar

Eu me sinto incompreendido, muito frequentemente.
Essa regrinha de dar gelo pra conquistar não me convence.

Sejamos lógicos:
Se eu gosto de você
E você gosta de mim,
Por que perder tempo agindo assim?

por Marvin Rodrigues

Pânico

Sempre que a gente se despede, eu sei que você fica implorando, em pensamento, pra eu te segurar e pedir pra ficar mais um pouco. Acredite: eu também imploro essa atitude pra mim mesmo, mas não consigo me mover.

Eu tento, eu ensaio, as palavras vêm na boca e a mão chega pegar impulso.

Mas nada.

por Marvin Rodrigues

Nunca Te Pedi Nada

A não ser pra me curtir
A não ser pra me amar
A não ser pra sentir

Me beijar
Me ouvir falar
Me colocar os pés no chão

Aliviar a solidão
Com a certeza
De que ontem não foi em vão

Eu não te pedi
Pra me convencer a desistir
De te persuadir

Ir
Sem olhar pra trás
Tampouco vir
Sem pensar pra frente

Eu nunca te pedi nada além disso

por Marvin Rodrigues

Brincadeira de Adulto

Qualquer tentativa de dormir é inútil, se você não estiver ao alcance de um braço. Tudo foi tão intenso mas tão rápido. Que fim nos levou?

Eu não quero sofrer procurando um culpado, porque isso não vai te trazer de volta. Não vai fazer você bater na minha porta, protagonizando o maior cliché de todos os tempos. Não vai te trazer pra baixo dessas cobertas tão contraditórias, que um dia foram quentes. 

De vez em quando, eu me pego fingindo não sofrer, pra não te dar a satisfação de me ver pra baixo. Mas que idiota… Você nem precisaria se esforçar pra ver a verdade pipocando no meu peito.

Esse joguinho egoísta é tão infantil. Quem nós queremos enganar? Eu só queria me jogar nos seus braços e esquecer de mim; ficar sob seu controle e poder viajar no teu espaço. Teu ritmo.

por Marvin Rodrigues